sábado, 1 de janeiro de 2011

Reflexões para o primeiro dia do ano

É natural que no primeiro dia que se inicia, muitos de nós tenhamos, sentimentos diferentes após essa primeira noite. Melancolia, euforia, tristeza, cansaço, alegria, enfim... Cada qual com seu sentimento, seu motivo, sua dor.

Muitos festejaram, outros na solidão quem sabe... E ainda aqueles que simplesmente não vivenciaram nada, dormiram e nem viram o novo ano nascer. Nas minhas reflexões lembrei de pessoas que se foram, as quais sequer imaginaram que não estariam mais aqui, neste planeta de expiações. Recordei com alegria e saudades de momentos inesquecíveis os quais passamos juntos...E tudo isso mexe com a gente e ficamos com uma porção de indagações, porque , porque e porque? Não tem respostas, só a certeza de um dia se reencontrar.

Compartilho a tradução da linda música "Dustin In The Wind" do grupo Kansas, embora escolhi o vídeo com a belíssima interpretação de Paula Fernandes. A  letra fala sobre não desperdiçarmos os minutos de nossa vida, pois nada, nada ...dura para sempre.

Que saibamos utilizar nossos minutos neste e nos próximos anos que virão, pois como diz a canção o dinheiro não poderá comprar os mesmos de volta...

Paz e Luz sempre!( In Memorian Marcelo Rocha)
Com afeto...

Poeira no Vento ( Kansas )

Eu fecho meus olhos
apenas por um momento
e o momento se foi
todos os meus sonhos
curiosamente passam diante dos meus olhos
poeira no vento
tudo o que nós somos é poeira no vento

A mesma velha música
apenas uma gota d'água
em um mar infinito
tudo o que fazemos
cai em pedaços
embora nós nos recusemos a enxergar
poeira no vento
tudo o que somos é poeira no vento

Agora, não desperdice (um minuto)
nada dura para sempre
apenas a Terra e o Céu
ele (o minuto) foge

E todo o seu dinheiro
não comprará outro minuto

Poeira no vento
tudo o que somos é poeira no vento
poeira no vento
poeira no vento
tudo isso é poeira no vento...



Pois seja o que vier, venha o que vier
Qualquer dia, amigo, eu volto
A te encontrar
Qualquer dia, amigo, a gente vai se encontrar...
"Canção da América"- Milton Nascimento

3 comentários :

Anônimo disse...

Narinha,

A sua sensibilidade sempre me comove. Meu desejo para 2011 é que você continue sendo você.

Beijos do seu amigo,

Anônimo

Leila Golo disse...

Oi Narinha. Maravilhosa a homenagem prestada ao nosso amigo Marcelo.
Li uma vez o seguinte "versinho": "A vida? A vida? - Eis a vida: Anseios...Perfume...Amor...Depois, uma haste pendida, sentindo a ausência da flôr."(desconheço a autoria).

Quando conseguirmos compreender a verdade irrefutável de que basta um apagar de luzez ou como diz a canção, fechar os olhos, talvez possamos viver com mais intensidade cada vão momento.
Um maravilhoso e iluminado 2011 para você e toda a sua família.

Beijos,

Leila.

BLOG DO PROFEX disse...

Que em 2011 essa capacidade de perceber a passagem do tempo e a compreensão do valor de cada minuto esteja aguçada. E que venha a colher os frutos que vem plantando.
Grande abraço!